Terminou ontem em Lagoa no Algarve, o 37º Olímpico Jovem Nacional.

Os jovens talentos oriundos do Alto Alentejo, foram uns dignos e orgulhos representantes dos mais de 450 atletas que compõem a família AADP.

A seleção AADP alcançou o 18º lugar, entre as 20 seleções presentes e deixou uma imagem muito positiva no seio do atletismo nacional, facto que muitos dos presentes fizeram questão de assinalar.

Os nossos jovens alguns deles pela primeira vez a participarem numa competição deste nivel, acusaram algum nervosismo, o que é perfeitamente normal, mas ainda assim não baixaram os braços e deram tudo pela equipa e pela região.

Muitos deles praticaram disciplinas que não são a sua especialidade e com resultados que nos permitem dizer que o futuro é promissor.

Para uns foi o terminar de um ciclo, para outros ele está a começar, outros ainda, vão na próxima edição ter a sua primeira experiência e vão lá chegar já com 2/3 anos de prática de atletismo, algo que na actual selecção não acontecia, pois muitos dos atletas iniciaram a sua prática na modalidade na presente época ou na anterior.

Em resumo a participação e desempenho dos atletas reflecte sem sombra de dúvidas a melhoria na quantidade e qualidade do trabalho diário, desenvolvido pelos clubes e técnicos do distrito de Portalegre.

Oxalá na próxima época, consigamos efectivar juntos um aumento na quantidade de atletas nos escalões jovens a praticar atletismo em pista e contribuir para a melhoria da capacidade dos atletas nas várias disciplinas, inclusive as que menos expressão têm na região, resultado também de alguma falta de condições para treino, mas também de alguma falta de aposta, como é o caso da marcha e do salto com vara.

A direção da AADP, irá continuar o trabalho e acompanhamento junto dos clubes e técnicos com mais formação, mas também junto dos municípios.

Já é tempo de recuperar a gaiola de Castelo de Vide e tapar os buracos da pista, já é tempo de Portalegre ter um setor de lançamentos, já é tempo de equipar a pista de elvas com os materiais que lá faltam e se foram danificando pela sua utilização,já é tempo também, de equipar a pista simplificada de Fronteira para que voltemos a lá realizar competições.

Acima de tudo já é tempo de reconhecer o atletismo como uma modalidade importante e que tem cada vez mais praticantes, uma modalidade que traz muita gente a região, uma modalidade que tem atletas no top nacional e também mundial como ficou confirmado este fim de semana com a magnífica prestação do atleta Luís Semedo no campeonato do mundo de Trail.

A única coisa que pedimos é que respeitem o atletismo, que tratem todas a modalidades de igual forma, será pedir muito?

Os nossos atletas merecem, a região merece, aproveitando um slogan muito conhecido da região: “respeitem-nos porra”

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *